Acabei o curso, e agora?

Primeiro emprego

Hoje em dia, são notórias as mudanças que ocorrem no mercado de trabalho. Assim, o término de uma licenciatura, bem como o planeamento do futuro profissional, podem assustar e até desencorajar o recém-licenciado a arriscar.

A conclusão desta etapa académica não é garantia de sucesso profissional, sendo que para tal é necessário planear um caminho, desde ingressar de imediato no mercado de trabalho até ao fortalecimento das tuas competências em novas áreas.

Para facilitar o desbloquear neste aspeto, partilhamos algumas sugestões que nos parecem ser úteis:

1. Fazer uma autoavaliação

É importante que, antes de abraçares um projeto, saibas exatamente para onde queres ir. Para isso, é necessário que te descubras enquanto pessoa, bem como quais os talentos e profissões que melhor se adaptam ao teu perfil.

É de conhecimento geral que nenhuma decisão está certa ou errada. Qualquer que seja a nossa escolha, vamos sempre tirar vantagens e desvantagens dela. Temos que tentar minimizar o erro ao máximo e, para isso, é necessário que cada um trace os seus interesses, ambições e projetos futuros.

2. Procurar um estágio profissional

Para iniciares a tua vida profissional, é fundamental que percebas qual a área de emprego em que te pretendes inserir, pois desta forma tomarás as melhores opções aquando do ingresso no mercado de trabalho.

Além de desenvolveres uma rede de contactos que poderá ser uma mais valia no futuro, desenvolve a tua capacidade analítica, as tuas soft skills e as tuas competências no terreno.

Dependo do desfecho do estágio, a experiência alcançada é bastante valorizada pelos recrutadores.

3. Investir na formação de interesse

É necessário continuar a investir na formação e com ela obter competências para ingressares no mercado de trabalho.

Se acreditas que é na tua área de formação que está o teu futuro, terás que apostar na mesma de forma a obteres novas skills e com isso conseguires diferenciar-te no momento da seleção.

4. Ingressar numa nova área profissional

Analisando a nova realidade (Covid-19), será importante ter um plano B.

Para os recém-licenciados das áreas cuja taxa de desemprego subiu torna-se necessário arriscar numa nova vertente profissional associada ao curso de formação e juntamente com isso ganhar novas competências. 

ªpor Ana Castro e Sofia Soares

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *