“Desenrascar”: Virtude ou Defeito no mundo do trabalho?

Qual o português que não se identifica com a palavra “desenrascar”? No dicionário da Porto Editora o termo é denominado como um verbo transitivo “desembaraçar (…), livrar de apuros, resolver rapidamente, remediar” e também como um verbo pronominal “sair de dificuldades”. Cada país tem a sua palavra própria para explicitar o conceito, mas para os portugueses serve muitas vezes para atalhar caminho.

Esta é sem dúvida uma virtude, mas se utilizada como um fim em si mesma poderá trazer-nos dissabores.

Algumas dicas para potenciar a virtude do “desenrascar” valorizada no mundo do trabalho:

Quantificar o tempo das tarefas

É importante inventariar as tarefas do nosso quotidiano e apurar o tempo das mesmas. Deste modo, estará mais preparado para planear o seu tempo e reagir com a máxima eficácia que se pretende perante os imprevistos e adversidades.

Traçar objetivos

Os objetivos servem para nos orientar no presente, tendo em vista o futuro. Ao traçar objetivos estará a trabalhar para os atingir, mas certifique-se que são realistas e podem ser medidos, no sentido de monitorizar o seu atingimento e gerir as suas expectativas.

Estabelecer prioridades

Quem num dia de trabalho se deixou levar pela tentação de confundir tarefas urgentes com importantes? Até pode ser uma pessoa bastante organizada, mas se se centrar nas tarefas erradas não terá o mesmo rendimento. Ter em atenção aos prazos é fundamental para esta gestão.

Executar tarefas do princípio ao fim

Quantas vezes a sua atenção é desviada das tarefas que está a executar e perde a concentração das mesmas e por vezes até se esquece de as terminar? Pois bem, marque períodos para executar determinadas tarefas para se precaver desses desvios de atenção, saiba dizer “não” a a fatores de distração como redes sociais, a não ser que use como ferramentas para gerar negócio.

Evitar desvios de atenção

A sua atenção é provavelmente desviada várias, senão dezenas, de vezes todos os dias: sejam e-mails ou telefonemas de emergência, seja navegação na Internet, seja interrupções por colegas. Mas há algumas medidas simples para minimizar o número de desvios de atenção que surjam. Marque períodos para aceder aos e-mails, de modo a ver e responder em alturas de menor produtividade. Bloqueie outros desvios da atenção, como o Facebook e outras formas de comunicação social, a menos que use estas ferramentas para gerar negócio.

Delegar

Se delegar com eficácia, pode usar mais eficientemente o tempo e aumentar a quantidade de trabalho que consegue produzir.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *